A quinta feira da espiga é uma tradição bem portuguesa celebrada no mesmo dia da quinta feira da Ascensão do Senhor.

Era considerado o dia mais Santo do ano e não se trabalhava. Neste dia, de manhã, os portugueses iam para o campo apanhar espigas, flores campestres e ramos de Oliveira, cada elemento com uma simbologia muito própria. Os ramos de Espiga eram, depois, colocados atrás da porta da entrada para trazer boa sorte e apenas era retirado no ano seguinte, para se colocar um novo ramo.

Apesar deste dia ter perdido grande parte da sua tradição devido à actual rotina quotidiana, “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”, a espiga continua a ter uma grande importância na vida dos portugueses. E em São João das Lampas, a espiga e a terra continua a ser benzida como mandam os costumes.

Partilhar